Arte Digital-Expressões2

Arte digital - Expressões Faciais (2)
Edição e Pesquisa de Lenise M. Resende

 - Face - (Anatomia) parte anterior da cabeça humana, delimitada pelo couro cabeludo, as orelhas e o pescoço; rosto, cara; aparência, semblante, fisionomia. (Dicionário Aulete)

 - Expressão - manifestação de pensamento ou sentimento através de palavras, gestos, fisionomia, arte etc. (ex: liberdade de expressão); semblante, feição, ar. (Dicionário Aulete)

- Retratos das emoções - cada sentimento traça sua máscara própria no rosto humano:

. Alegria - Os lábios são puxados para trás e para cima, empurrando as bochechas; as pálpebras inferiores também se elevam e aparecem rugas na parte externa dos olhos, feito pés de galinha; um detalhe fundamental é que não existe tensão na testa.
. Medo - As sobrancelhas se erguem e se juntam por causa da contração do músculo piramidal do nariz, e formam rugas verticais na testa; as pálpebras superiores sobem e as inferiores se contraem, diminuindo os olhos; a boca, aberta ou fechada, fica tensa. O repuxão da boca para baixo, fazendo aparecer os músculos do pescoço, é uma expressão típica do medo.
. Nojo - As sobrancelhas se abaixam, sem se aproximar; o lábio superior levanta, empurrando as bochechas na mesma direção; podendo aparecer rugas no nariz; o lábio inferior se contrai para fora.



. Raiva - As sobrancelhas ficam arqueadas, baixas e juntas; a tensão em torno da boca comprime os lábios (lábios contraídos).
. Surpresa - Ao se erguerem, as sobrancelhas costumam formar rugas horizontais na testa; as pálpebras superiores sobem, sem tensão; o maxilar relaxa, deixando a boca entreaberta e abaixando as pálpebras inferiores - daí os olhos se arregalarem.
. Tristeza - O canto interno das sobrancelhas é puxado para cima, no meio da testa; o olhar fica abaixado; as pálpebras superiores ficam pendentes; há perda do foco ocular; os cantos da boca caem;  de modo geral, todos os músculos faciais perdem tônus, criando a expressão típica do abatimento.

Fontes: Bruno S. da Silva, especialista em linguagem corporal; Ailton Amélio da Silva, psicólogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário