Tema-Cestaria (1)

 
Tema - Cestaria (1)
Edição e Pesquisa de Lenise M. Resende

Durante o século XIX, a produção de cestos trançados teve uma função muito importante na vida dos escravos brasileiros. Era nos grandes cestos que diferentes cargas eram levadas de um lado para o outro. Nos centros urbanos, era nas residências que eram fabricados grande parte dos objetos pessoais e de uso doméstico. As donas de casa comandavam a produção e venda dos bens de consumo que seus escravos faziam. O que não fosse consumido pela família, o excedente, era vendido nas ruas, pelos próprios escravos das casas. Carregando na cabeça os grandes cestos, tabuleiros ou caixas de madeira, os escravos de ambos os sexos vendiam de tudo: artigos de vestuário, livros, alimentos, utensílios de cozinha, cestos e esteiras, animais, flores, etc. Durante seu tempo livre, os escravos urbanos também fabricavam e vendiam: cestos, esteiras, chapéus, potes de cerâmica, roupas, instrumentos musicais e cachimbos. O dinheiro que ganhavam era entregue total ou parcialmente para seus donos.

- Jean Baptiste Debret (1768-1848) - Pintor, desenhista, gravador, cenógrafo, decorador e professor, nascido na França. Foi aluno de Jacques-Louis David (1748-1825), seu primo e líder do neoclassicismo francês. Integrou a Missão Artística Francesa que chegou ao Brasil em 1816, sob o patrocínio de Dom João VI. Em 15 anos de estada no país, Debret registrou em desenhos e aquarelas cenas e costumes da vida brasileira no início do século XIX. Meticuloso nos detalhes, criou obras de inestimável valor documental. Em 1831 retornou à França, e entre 1834 e 1839 editou o livro Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil, em três volumes. Ilustrada com litogravuras que têm como base as aquarelas que guardam seus estudos e observações. Em 1940, a obra foi traduzida para o português.

- Litografia – (Gravura) método de impressão a partir de imagem desenhada sobre base, em geral de calcário especial, conhecida como "pedra litográfica". Após desenho feito com materiais gordurosos (lápis, bastão, pasta etc.), a pedra é tratada com soluções químicas e água que fixam as áreas oleosas do desenho sobre a superfície. A impressão da imagem é obtida por meio de uma prensa litográfica que desliza sobre o papel. (Fonte: Itaú Cultural)

- Litografias de Jean Baptiste Debret:
 
1. Jean Baptiste Debret - Cestaria, 1835, litografia sobre papel.
 (VER ACIMA)
 
 
2. Jean Baptiste Debret - Vendedor de samburás, 1835, litografia sobre papel.
(Detalhe da obra Vendedor de samburás / Vendedor de palmito, 1835)

Nota - Samburá (do tupi samburá) é o cesto usado pelos pescadores para guardar iscas, petrechos de pesca e o que foi pescado.


3. Jean Baptiste Debret - Negros vendedores de aves, 1835, litografia s/ papel.

Nota - Os grandes cestos que os escravos do Rio de Janeiro usavam para o transporte de aves eram chamados de capoeira.

 
4. Jean Baptiste Debret - Vendedor de cestos, 1835, litografia sobre papel.

Blog Vendo & Revendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário